Destaques

Dicas para míopes: como escolher a armação e a lente correta
Bolinho de arroz recheado com queijo
Batatas rústicas
Pudim de leite condensado
Vem aprender como preparar essa sobremesa deliciosa!
DIY: Espelho Camarim
Respondendo perguntas: castração, coprofagia, alimentação...
Batata recheada - Suecas
Vem aprender como preparar essa delícia!
Massa de pizza fácil
http://milaluz.com/?p=4288
Asinhas de frango assadas com batata
Vem aprender como preparar essa delícia, clique aqui...
Massa para crepe suiço
Pudim de Maria Mole
Sobremesa deliciosa e fácil de preparar
Bolo falso
Aprenda como fazer esse bolo falso e deixe sua festa mais linda
Pão italiano recheado
Aperitivo rápido e delicioso
Empadão de frango com catupiry
Deliciosa torta de massa podre, simples e fácil de preparar!
Batata Gratinada

Castração da Candy

Olá pessoal!
tudo bem com vocês?

Hoje eu vim falar um pouco sobre a cirurgia de castração da Candy e sua recuperação. Quando ganhei a Candy queria muito que ela tivesse uma cria porque eu queria ficar com todos os filhotes (coisa de loucaa rsrsrs.)

O tempo foi passando, comecei a pesquisar mais sobre todos os riscos que ela poderia ter no parto, o gasto que eu iria ter com o pré-natal, parto e pós- parto. Sim, para quem não sabe, os animais também precisam de cuidados especiais na gravidez, começando pela alimentação que deve ser especial nesse período, suplementos vitamínicos, acompanhamento por um veterinário, realização de exames pré-natal, ultrassonografia para verificar como estão os filhotes, entre outros cuidados essenciais para o bem estar da fêmea e dos filhotes.

E fiquei com uma grande dúvida castrar ou não castrar? (imagino que muitas mamães de cachorros/gatos também tem essa dúvida).

O tempo foi passando e a Candy entrou no primeiro cio muito rápido com apenas 6 meses, no segundo cio ela teve gravidez psicológica. As tetinhas se encheram de leite, ficaram tão cheias que até estourou alguns vasos sanguíneos. Levei-a ao veterinário ele a examinou e conversou comigo, explicou que todo cio seria assim e com o tempo poderia ocasionar um câncer de mama. Ele disse, ou você  castra ou deixa ela ter uma cria.

Pensei muito e confesso que foi uma das decisões mais difíceis que tomei. Depois de analisar todos os prós e contras, decidi castrá-la. Esperei o leite dela secar e levei para uma pré- consulta, onde o veterinário pesa o animal, examina e conversar qual a melhor anestesia para realização da cirurgia.

Na cirurgia da Candy foi utilizada a anestesia inalatória. É muito mais segura do que a injetável, pois não precisa ser metabolizada pelo organismo para agir. Tem função através da inalação do remédio e, assim que o animal é retirado do anestésico e volta a inspirar ar puro, começa a voltar da anestesia, tendo um pós-operatório mais tranquilo. Para inalar o anestésico, o animal é entubado, e, além disso, precisa da presença de um anestesista veterinário com um aparelho específico para esse procedimento. É possível aumentar e diminuir a quantidade da anestesia em poucos minutos, de acordo com que a cirurgia vai sendo avançada ou encerrada. É mais segura para o coração e quando disponível, é a melhor a ser escolhida para animais idosos ou cardiopatas. Há dois medicamentos que são mais usados nesse procedimento e o médico veterinário irá decidir qual o mais indicado para o animal em questão. Os custos mais altos e a necessidade de aparelhagem limitam um pouco o uso desse tipo de anestesia.

Mesmo sendo mais cara eu optei pela anestesia inalatória por ser menos invasiva e mais suave, sem contar que em cães “ braquicefálicos” (cães que tem o focinho achatado) como por exemplo: Shih-tzu, Buldogue Francês, Pug, Boston Terrier, Pequinês, Boxer, Buldogue Inglês, Dogue de Bordeaux ou qualquer outra raça que tenha a carinha “amassada” a anestesia inalatória é a mais indicada, pois essas raças são mais propensas ao risco anestésico. A Candy foi operada no Hospital Veterinário Dr. Hato, um dos maiores hospitais aqui da região. Gostei muito do tratamento e super indico o hospital. Levei a Candy no sábado 11:00 hs da manhã, ela estava 8 hs sem comer e sem tomar água, é uma exigência antes da cirurgia. O veterinário a examinou e fez todos os exames de sangue para saber se ela estava apta para a cirurgia. Em seguida ela foi internada e eu fui busca-la à noite depois de algumas horas em observação.

O pós-operatório está indo muito bem, estou seguindo todas as recomendações do veterinário. Ela está tomando anti-inflamatório, antibiótico e um antimicrobiano para fazer a assepsia na região dos pontos, todos esses medicamentos foram prescritos pelo veterinário. Ela está usando a roupinha pós-cirúrgica para evitar o animal lamber os pontos e retirá-los. Não estou deixando ela ficar pulando e nem descendo as escadas. Daqui 10 dias ela vai tirar os pontos.

Como vocês viram nas fotos ela está super bem, já fica de barriguinha para cima, já voltou a morder meus pés e o corte é bem pequeno.

Hoje em dia eu me arrependo em não ter castrado a Candy antes do primeiro cio, pois é quase nula a chances do animal ter um tumor de mama no futuro. Mas, tudo bem o importante é que está tudo bem com a minha princesinha.

Espero ter conseguido tirar algumas dúvidas sobre a cirurgia.

Beijos 😉

Camila Luz

Comentários

  1. disse

    Eu quero ficar com um filhote da minha Crystal mas quero que ela tenha cria só daqui a dois anos pois como vc disse são muitos gastos, e cachorro precisa de cuidados específicos é uma vida… Obrigada por partilhar da sua experiência.
    Bjos

    • disse

      oiee Cris!
      então, eu sou super medrosa hehehe…mas, se não fosse esse meu medo queria muito filhotinhos da Candy. Agora vou ter só do Kelvin hehe
      É bom esperar ela ficar mais adulta mesmo, o recomendado é no terceiro cio em diante 😉
      Bjoss querida

  2. Christiane disse

    Camila desculpe a indiscriçao mas vc poderia me informar o custo dessa castracao no Hosp, Dr. Hato?
    Se se sentir desconfortavel por aqui pode mandar para meu email.
    Grata

    • disse

      Olá Chistiane! O preço da castração é de acordo com o peso do animal. Para marcar a cirurgia é preciso agendar uma consulta (essa consulta não é cobrada), onde o médico veterinário irá examinar o animal, pesá-lo e recomendar qual a melhor anestesia para a cirurgia. O preço da cirurgia varia de acordo com o peso do animal, a Candy pesa 5 kg, escolhi a anestesia inalatória por ser mais segura para ela. A Anestesia inalatória na época estava R$300,00 reais, R$ 200,00 a cirurgia, R$100,00 reais os exames pré-operatórios, R$80,00 reais de meia internação, total de R$680,00 a cirurgia. Depois tivemos o gasto dos medicamentos, antibióticos e roupa cirúrgica mais ou menos uns R$120,00 reais. Eles parcelam o valor, eu super indico esse hospital, sempre que preciso levo meus bebês lá, a cirurgia da Candy ocorreu tudo bem, ela teve um pós-operarório muito bom, em dois dias já estava boazinha brincando. Leve seu animalzinho para fazer uma consulta lá para saber mais ou menos o preço.
      Beijos

    • disse

      Oiee Maria Eduarda, ah que legal, os shih tzus são excelentes cães de companhia e convivem muito bem em apartamento, além disso, eles são super independentes.
      Você não vai se arrepender!
      Beijos

Comente usando o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *